Muitas empresas entraram em regime 100% home office para limitar a disseminação do COVID-19. Nesse cenário, a Blend Edu passou a ouvir algumas perguntas comuns de nossos clientes, tais como: “Como continuamos a criar ótimas experiências de aprendizado sobre diversidade e inclusão para nossos funcionários?”, “Como garantir o engajamento dos grupos de afinidade em eventos?”, “Como garantir que todos os nossos funcionários se sintam incluídos, mesmo quando não estão no escritório?”  e “Como posso implementar a estratégia de educação digital?”.

Manter um senso de comunidade e conexão quando as pessoas não estão no mesmo lugar é fundamental. Nesse momento em que as organizações estão adotando o trabalho virtual para manter as pessoas em segurança, é mais importante do que nunca desenhar e implementar experiências virtuais. Neste artigo compartilhamos algumas dicas para tornar o treinamento virtual mais efetivo e eficaz, bem como compartilhar algumas tendências em educação digital.

Antes da sessão:

1. Analise e compreenda seu público. Encontre as respostas para perguntas como: 

  • Quantas pessoas estão previstas para participar? 
  • Qual o perfil e senioridade dessas pessoas?
  • Existe alguma necessidade específica em termos de acessibilidade do conteúdo? Algumas plataformas, por exemplo, possuem recursos de closed caption, por exemplo.
  • Qual o idioma falado pelos participantes? Existem pessoas que não falam português como idioma nativo?
  • Os participantes ingressarão individualmente ou existe algum caso em que podem estar juntos (na mesma sala)? 
  • Os participantes têm acesso à computadores (desktop/notebook) ou precisarão acessar pela versão mobile (smartphone)?

Com base nisso, adapte seu conteúdo (caso faça sentido use o Google Slides ou Canva), pense nas melhores cores/tamanho das fontes para garantir comunicação inclusiva e defina o canal (ex: Workplace, Youtube) para o encontro virtual.

2. Também reflita sobre aspetos técnicos da transmissão, tais como: 

  • Onde irá acontecer a transmissão e qual a qualidade da internet neste espaço? Caso queira, teste a sua velocidade neste link.
  • Como o áudio será captado pelo computador (por um fone de ouvido ou um microfone externo com cabo USB)?
  • Quantos(as) facilitadores(as) irão participar? Estas pessoas possuem acesso à plataforma na função de  “apresentador”/”moderador”?
  • As pessoas que irão facilitar já testaram a plataforma nos seus computadores?
  • Os participantes já instalaram plugins (caso necessário) nos seus computadores?
  • Qual o estilo de visualização desejada na transmissão (ex: vídeo do facilitador + tela do PPT)? O que será possível de ser visualizado enquanto facilitador(a)? O que será possível de ser visualizado enquanto um participante?
  • Qual o grau de interatividade desejado e quais ferramentas usar para tal finalidade? Os participantes poderão interagir por meio de enquetes e/ou funcionalidade de chat?
  • Os participantes terão recursos de voz (áudio aberto) ativos durante a transmissão ao vivo?
  • Haverá moderação das mensagens enviadas pelos(as) participantes?
  • Você precisará de alguma pessoa como intérprete de libras ou para digitar o closed caption?

Na Blend Edu, normalmente facilitamos as sessões virtuais usando softwares como Zoom, WebEx, Google Hangouts, Blue Jeans, Demio e Skype, mas entenda que cada um deles possui recursos diferentes. Considere quais atividades funcionarão melhor para o público virtual,  garantindo o máximo de interatividade e troca entre as pessoas.

3. Tenha um plano de divulgação. Reflita:

  • Como será feita a comunicação pré e pós atividade com os participantes? Como as pessoas irão receber o link do treinamento virtual e, eventualmente, a atividade prévia?
  • Caso alguma senha tenha sido definida, como as pessoas terão acesso a ela para, então, entrar no ambiente virtual?
  • Será necessário fazer algum tipo de inscrição prévia ou basta conectar ao link no momento da transmissão?

4. Defina uma atividade prévia (pre-work) para potencializar a aprendizagem:

  • A Blend Edu acredita que o processo de aprendizagem começa muito antes da data do treinamento em si. Portanto, sugerimos que algum desafio/pré-work seja compartilhado (via e-mail ou no convite da ação) com os participantes, seja ele a leitura de um artigo, assistir um vídeo ou fazer um teste.

 

Durante a sessão:

1. Defina e compartilhe as expectativas com os participantes.

  • Dependendo do número de participantes, incentive todos a estarem em vídeo, compartilhando suas telas (lógico, desde que isso não impacte a qualidade da transmissão). 
  • Explique para que serve o bate-papo e como ele será gerenciado. Inclua detalhes sobre a cadência, por exemplo, “irei olhar o bate-papo após cada capítulo/item para ver se há alguma dúvida que perdi”.
  • Se for aplicável à ferramenta escolhida, sinalize como as pessoas poderão interagir com os botões das ferramentas de conferência, pedindo para o facilitador ir mais rápido, mais devagar ou (até mesmo) levantar a mão para compartilhar algum ponto durante a transmissão.

2. Crie uma sensação “presencial” e de camaradagem em grupo.

  • Faça apresentações, possibilitando que as pessoas falem sobre seu bairro ou cidade. Dependendo do tamanho do grupo, você pode fazer isso usando vídeo (grupos menores) ou bate-papo (grupos maiores). Caso tenham pessoas cegas ou com baixa visão, garanta que haverá uma áudio descrição dos facilitadores (as) ou dos(as) participantes.
  • Ao mesmo tempo, defina um período para as pessoas compartilharem insights ou aprendizados gerados pela atividade prévia.
  • Dependendo do tamanho do grupo, incentive as pessoas a usar uma configuração de exibição que permita ver todos os participantes em vídeo (isso varia de acordo com a plataforma).
  • Estimule o engajamento usando pesquisas (polls), salas de bate-papo virtuais e comentários não-verbais (por exemplo, usando o emoji de polegar para cima quando um ponto é particularmente relevante – algumas plataformas têm botões incorporados, mas você também pode usar o bate-papo).
  • Sempre se lembre de pedir aos participantes para desativar/ativar o som com antecedência.
  • Certifique-se de que as vozes de todos sejam ouvidas – as sessões virtuais são suscetíveis a discussões menos coesas.
  • Repita as perguntas/respostas do bate-papo. Dependendo do número de pessoas, recomende que as pessoas enviem as perguntas diretamente para a pessoa responsável por moderar/facilitar. 
  • Ao fazer uma pergunta, aguarde alguns segundos para as pessoas responderem (por áudio ou bate papo). 

 

Após a sessão:

Faça as pessoas refletirem sobre como poderão aplicar o conteúdo compartilhado após o treinamento.

  • Envie o material após o treinamento (assim ninguém precisa se preocupar em tirar prints da tela).
  • Sugira atividades pós-treinamento, garantindo que as pessoas irão reforçar o conteúdo após o encontro virtual.
  • Dependendo do objetivo do treinamento, pense em algum tipo de ambiente de troca ou comunidade de aprendizagem (seja um grupo no Facebook/Workplace, grupo de whatsapp, canal no Slack, etc.).

Por fim, olhe para sua estratégia educacional com um mindset digital para além do período de quarentena

Nós, da Blend Edu, acreditamos que ser digital vai muito além de só fazer lives e webinars. Ser digital significa trabalhar com um novo mindset que, segundo o Institute for the future, inclui um pensamento focado em curadoria, espaços colaborativos, fluxos de aprendizagem, aprendizagem contínua, público exponencial, educação digital e pensamento multidisciplinar.

Nesta imagem existe um framework que mostra a diferença o antigo mindset e do novo mindset de educação.
Nossa startup já nasceu com um olhar inovador e tecnológico, voltado também para a educação digital. Portanto, diante do cenário atual, decidimos antecipar o lançamento do Diversidade SA, a primeira rede empresarial do Brasil com foco em diversidade e inclusão. Ele é um ambiente virtual colaborativo, onde vários usuários (de diferentes empresas e indústrias) terão acesso à curadoria de conteúdo, Master Classes (transmitidas ao vivo), conteúdo on-demand, fóruns de discussão e notícias diárias sobre diversidade.

O Diversidade SA está em desenvolvimento há alguns meses e já foi premiado pelo SDG Tech Awards, premiação dinamarquesa para tecnologias que impactam positivamente os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Caso tenha interesse em saber mais, entre em contato com nossa equipe pelo formulário do site ou e-mail (contato@blend-edu.com).

Conte com a Blend Edu no seu desafio de educação digital

Por fim, lembre-se que todas essas dicas podem ser aplicadas a qualquer tipo de conteúdo, não apenas aos relacionados à Diversidade e Inclusão (D&I). Portanto, fique à vontade para compartilhar essas dicas com outras pessoas da sua empresa envolvidas com ações de treinamento e desenvolvimento.

Conte com a Blend Edu para implementar sua estratégia educacional de diversidade em modelos digitais e virtuais (remotos). Caso queira receber uma proposta de treinamento virtual, preencha o formulário nesse link.